Porrada no lombo, democracia e literatura

Hoje eu não vou me importar com o tamanho do texto. É um desabafo pessoal e, às vezes, resulta em sentimentos mal explicados e mal interpretados. Não vou correr o risco e vou explicar bem direitinho o meu ponto de vista – que nem interessa muito para tanta gente assim, mas chega um momento no qual você precisa se posicionar.

Primeiro, o massacre ocorrido ontem (29/04) em Curitiba. Uma vergonha. Uma total vergonha para o nosso país. Alguns acontecimentos simplesmente não podem passar assim sem mais nem menos. Eu sou professora. Quero isso para a minha vida e me dá uma DOR física e moral ver aquele tanto de gente sendo chutada, agredida de tudo quanto é jeito. É triste. “Aahhhh, mas certo que ali no meio tinha algum arruaceiro bla bla bla bla”  – pode parando! A polícia estava muito bem armada, com certeza ELES é que não iam sair indefesos dessa. Ok?

Não gosto de debater política na Internet por dois motivos:

1) Tentando ser objetivo, muitas vezes somos mal interpretados: nossas ironias, o sarcasmo, o termo que empregamos para falar de determinado assunto que pode não ser entendido da mesma maneira por outros, etc. gera uma discussão desnecessária, embasada no xingamento e essa não é a minha praia.

2) Quando se fala em sociedade – política, cultura, educação, minorias e tudo o mais – a coisa é sempre mais complexa e o que o pessoal simplesmente não consegue ver é que, quando se fala em sociedade, não existe preto no branco, não existe toma-lá-dá-cá: a coisa é maior, o buraco é SEMPRE mais embaixo.

Vou tentar expor sem causar alvoroço, pois eu nunca entrei em conflito com quem pensa diferente de mim e eu convivo com muitas pessoas de diferentes ideias e isso não é motivo para alarde. Sociedade é isso, minha gente.

Eu já achei horrível o PT continuar no governo mesmo depois do mensalão. Eu já achei um absurdo o “sistema injusto racista” de cotas. Achava muito justa a redução da maioridade penal. Eu já achei muita coisa baseada no toma-lá-dá-cá. Formei muita opinião equivocada por pensar que as coisas são simples de serem resolvidas e tudo o mais. Não me envergonho das coisas que pensei, pois consigo ver – o que considero – meu amadurecimento como ser humano. Não vou comentar a minha mudança de ponto de vista com relação a esses assuntos porque, realmente, não quero me incomodar (posição bem covarde, sei disso).

Onde fica a literatura nisso tudo?

A literatura, pasmem! aquele monte de historinha!, me ajudou a compreender que tudo nesse mundo está/existe em relação a várias outras coisas, gerando uma teia muito complicada e bem conectada.

Você consegue, de verdade, apreender um confronto entre polícia e professores em toda sua densidade? Você consegue apreender aquele rolo todo da Petrobrás? (CULPA DA DILMA! Assistir House of Cards é um bom exercício. Compreende bem a coisa ali e depois diz isso de novo. Ninguém é santo, mas você também não precisa ser ingênuo a esse ponto). Eu não consigo apreender isso tudo, de verdade. Não tenho embasamento. Consigo entender que os professores foram massacrados, pois consultei diversas fontes e só vi gente ensanguentada.

Fico sempre muito receosa quando leio as coisas na Internet. Sempre. Seja em site de direita, de esquerda, de onde for, sempre fico com medo. Porque se perdeu o controle. Sabemos de tudo e sabemos de nada. O site g1 diz que houve “confusão” em Curitiba. Meu conceito de confusão é bem diferente desse aí.

Precisamos (sim, me incluo) perder a ingenuidade. Questionar tudo e muitas vezes. Caso contrário, vai ser sempre isso: porrada no lombo de quem está pelo desenvolvimento e acobertamento dos maiores corruptos.

Desculpa aí, mas o motivo de tanta pobreza, tráfico, assassinato, roubo e o tanto mais é, em grande parte, a eterna corrupção brasileira. Você pode até questionar dizendo que a pessoa pode ser “ruim de natureza”.

Uma dica: leia mais.

Desligo, com pesar pela educação no meu país.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s