O som, a fúria e o impacto

O som e a fúria é uma das obras mais importantes de William Faulkner, escritor norte-americano que apostava no fluxo de consciência das personagens, cada uma sob um ponto de vista diferente, levando os leitores a um labirinto complexo, porém delicioso.

Esse livro é para mim o que o tempo era para Santo Agostinho: sei o que é, mas se me perguntam, já não sei mais. É difícil explicar. A decadência da elite sulista dos EUA está presente em grande parte – se não em toda – obra do Faulkner e O som e a fúria é uma demonstração dessa trajetória. Com histórias que se encontram, algumas não muito bem definidas, deixando o leitor sempre pensando que isso poderia ser tal e aquilo outro poderia ser outra coisa.

A narrativa se passa em Jefferson, mesma cidade onde se desenvolve o drama Enquanto agonizo, outro título de impacto do escritor.

Além dos diferentes pontos de vista, as diferentes linguagens também chamam a atenção. A edição da Cosac Naify, tradução de Paulo Henriques Britto é muito boa, mas… fiquei curiosa para ver como o Faulkner construiu a linguagem dos negros nesse livro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s