Livros à vista

Arrumando [parte do] meu pequeno reduto bibliográfico, fiquei pensando nos critérios para a organização de uma estante/mesa de estudos. Do lado do notebook tem que ter os mais usados: Bachelard da vida, dicionário de símbolos e mais umas teorias de poesia.

Os livros em formato de bolso ficam bonitinhos enfileirados, então o critério é ‘não-lidos’.

Bla bla bla. O ponto desse post é o seguinte: tem sempre um livro o qual não queremos deixar no fundo da estante. O qual não queremos perder de vista, caso bata alguma vontade de ler um trecho de capítulo ou um poema muito afude.

Pensando nessa coisa do “ver”, alguns que escolhi para ficarem bem pertinho, foram:

Toda poesia – Leminski

Nova reunião de poesmas do Carlos Drummond de Andrade, os três volumes (embora eu oscile bastante entre o Alguma poesia,  Rosa do povo e  A paixão medida.)

Contos reunidos – Nabokov

Guerra e paz – Tolstoi

And you?

No meio do caminho tinha uma pedra

No meio do caminho tinha uma pedra

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s