Novidades e descobertas musicais

Para quem está sem fazer nada – ou fazendo muita coisa – as dicas musicais são ideais para qualquer situação.

Primeiro, comecemos com o novo álbum de David Bowie, The next day. Confesso que quando ouvi a música de trabalho, Where are we now, achei que ia ser algo bem paradinho, resignado. Para minha surpresa, (ou não), trata-se de um álbum cheio de energia, bem ao estilo de Bowie mesmo. A faixa (You will) set the world on fire lembra muito a Sixteen Saltines do comentadíssimo Blunderbuss de Jack White, eleito o melhor álbum de 2012 pela Rolling Stone. Sei lá se tinha tudo isso para ser o melhor, mas é um bom disco.

Outra coisa muito legal foi a sacada da capa do álbum. Muito criativa essa brincadeira com o Heroes.

The next day

The next day

A segunda pedida musical é dupla. O produtor e dj norte americano Brian Burton a.k.a. Danger Mouse possui dois álbuns da melhor qualidade. O primeiro, em conjunto com a banda Sparklehorse, contando com a participação de vários artistas como Flaming lips, Julian Casablancas (The Strokes), Nina Persson (The Cardigans) e também Iggy Pop é uma mistura de canções leves com pegadas animadas. David Lynch além de cantar no álbum, também fez uma série de fotografias que foram lançadas com o mesmo em 2009.

Dark night of the soul

Dark night of the soul

O segundo álbum de Danger Mouse foi criado juntamente com Daniele Luppi, compositor e músico italiano, chama-se Rome e é inspirado em trilhas sonoras de filmes italianos dos anos 60. Portanto, o álbum tem uma sonoridade muito clássica, muito calma. Não podendo ser diferente de Dark night of the soul. Rome teve participações mais do que especiais, de Jack White e Norah Jones em várias canções. Recomendo “Two against one” (White) e “Season’s trees” (Jones).

Com Jack White e Norah Jones, o álbum é inspirado em trilhas sonoras de filmes italianos dos anos 60

Com Jack White e Norah Jones, o álbum é inspirado em trilhas sonoras de filmes italianos dos anos 60

Os links para download dos álbuns comentados nesse post foram encontrados no blog Eu escuto, clique aqui para encontrar o endereço.

É possível encontrar no youtube o vídeo de ‘Black’ e ‘Season’s trees’, interpretadas por Norah Jones, além da animação feita para ‘Two against one’, com Jack White. Se está muito difícil dar credibilidade ao cara, talvez saber que ele produziu o Attack & Release do The Black Keys dê uma forcinha.

Enjoy it.

Anúncios

4 pensamentos sobre “Novidades e descobertas musicais

  1. Danger Mouse mito!

    Dark night of the soul já tocou muito aqui em casa, mas deletei as músicas do Julian Casablancas, Iggy Pop e Frank Black (e sou bem fã desses dois últimos). Revenge e Daddy’s gone são lindas, duas das minhas preferidas. Não saem do ipod.

    O Rome também é bom, mas na comparação com o outro perde muito feio. Se comparar com o Brother, do Black Keys, que o Danger Mouse produziu, fica ainda menor.

    • Certamente são álbuns bem diferentes, mas como eu curto umas pegadas clássicas como a do Rome acabei curtindo tudo ao máximo! O Attack & Release é o melhor disco do The Black Keys para mim, mas realmente o Brothers tem uma relevância mais notável. Resumindo: Danger Mouse é foda!

  2. Do jeito que eu coloquei parece que o Rome é ruim. Não é isso.

    É que pra mim o Brothers e o Dark night of the soul são discos muito acima da média. Provavelmente estariam bem em um top 100 de todos os tempos que eu fosse fazer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s