Aimee Mann e seu Charmer

Wassup!

Escrevo para comentar um pouco sobre o lançamento do novo álbum da Aimee Mann. Desde 2008 sem lançar nenhum CD, eis que é a vez de Charmer aparecer por aqui (isso fiquei sabendo pelo Luiz Young ).

É muito difícil não gostar de Aimee Mann pelo timbre de voz diferente e pelas letras sempre impactantes. Após ouvir todo o Charmer, chego a conclusão de que ainda fico com o Bachelor nº 2 e Lost in space como favoritos. Tenho a leve impressão de que ultimamente os artistas, em geral criativos o suficiente para dispensar parafernálias eletrônicas, têm investido em efeitos do gênero (vide o próprio Wilco com o The whole love). Aimee Mann dá uma enfeitada com efeitos, o que pensei que fosse se espalhar por todo álbum, mas no decorrer das faixas, ela foi ficando ela mesma – e isso é bom.

Aimee Mann está há 30 anos em atividade (wikipedia diz isso, pelo menos). Ex-integrante da banda ‘Til Tuesdays, a cantora norte-americana inicia a sua indiada solo em 1993, com  o lançamento do disco Whatever (melhor nome não existe!)

Músicas para experimentar e gostar: Labrador, na qual ela mantém a sua essência animada, Crazytown, com um pianinho muito anos 50, afudê mesmo e Soon Enough com seu embalo bom.

Só posso recomendar o novo disco e, mais que isso, procurem Bachelor nº 2 (que virou trilha do filme Magnólia, btw) and…enjoy it!

Baixe o álbum AQUI.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s