Um amor de Swann

Galera que me desculpe, mas Cordilheira vai ficar um pouco mais na fila. O motivo, foi muito do nobre!

Comecei a ler Um amor de Swann há alguns meses, porém, com o início das aulas acabei deixando-o de lado, retornado apenas para dar uma olhadela ou outra em poucas páginas vezenquando.

Nesse fim-de-semana, não teve jeito. Proust me pegou e não me largou. Vou postar aqui a resenha que fiz no Goodreads.com, resumindo o que significou esse livro para mim.

Um livro apaixonante e apaixonado. Eu diria – inflamado!

 

Proust não era dado a nos facilitar a leitura das coisas. Um amor de Swann é a segunda parte de No Caminho de Swann, primeiro volume dos 7 que compõem o clássico Em busca do tempo perdido.

 

A narrativa é um todo contínuo. É difícil parar a leitura e retornar sem ter que maltratar a memória e puxar detalhes.

 

O que mais me chamou a atenção foi a forma como senti todos os tormentos de Swann à flor da pele. Senti com ele e fiquei com pena dele, assim como devo ter ficado com pena de mim mesma, nas inúmeras situações em que me vi igual a ele. O trecho em que ele aprecia a sonata de Vinteuil, que tem a duração de uma frase em sua memória, tão vívido por ter sido partilhado com Odette, mas que ele reproduz minuciosamente em tantas densas linhas é belo demais.

 

O final desse livro nos dá vontade de rir, melhor: de sorrir. Não por ser um final medíocre ou deveras engraçado. Ele só nos dá a resposta irônica da vida.

See you soon!

Próxima parada: Ulysses (Joyce)… aos pouquinhos! 🙂

Anúncios

4 pensamentos sobre “Um amor de Swann

  1. Há anos tive uma amiga que fazia dissertação em Proust. Lembro que todas as noites, quando pegava algum livro do Proust, essa amiga sofria de febres… Eram os tormentos humanos dos personagens proustianos que a acometiam!

  2. O narrador-protagonista também terá uma relação intensa com a essa “frase” da sonata de Vinteul. Na minha opinião, ela é uma das chaves para a compreensão do conjunto do romance. =D

    Proust é uma maravilha, Te acompanhará para o resto da vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s