Eterna incompreensível lacuna

Sem saber direito se é possível ou não, sonha em um dia ser insensível. Nada mais pode atingir: nem alegria, nem tristeza. Nem afago, nem saudade. Mas como viver assim se é isso que nos mantém vivos?

 

[e o que mais nos mata também]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s