Enfim, amor

Quando conforta, não apenas acelera batimentos

Quando entende, mesmo no descompasso da palavra

Quando se diverte ainda que ao som de uma lágrima que cai

Enfim, quando se depara com o mundo real, mas nem por isso foge dele.

[Nem do mundo, nem de si mesmo.]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s